Para adquirir nossos folhetos e demais materiais para palestras







Movimento em Defesa da Vida da Arquidiocese do Rio de Janeiro
Notícias

Brasileiros dizem não ao abortamento provocado

Em 06/04/2008, o Data Folha revelou uma nova pesquisa de opinião pública que confirma que a aprovação ao aborto no Brasil está diminuindo de ano para ano. Desta vez, a reportagem foi publicada em destaque na primeira página da edição de domingo do jornal Folha de São Paulo. A pergunta dos pesquisadores, feita a 4.044 brasileiros em 159 municípios, foi se o entrevistado pensa que o aborto deve continuar sendo crime no país. Em 2006, 63% dos brasileiros responderam sim. Em 2007, o percentual subiu para 65%. Agora, em 2008, o número dos que responderam afirmativamente subiu novamente para 68%. Sete em cada dez brasileiros, segundo a reportagem da Folha de São Paulo, querem que o aborto continue sendo crime.



        voltar à página Notícias

Ser contra o abortamento provocado de bebês no ventre materno é uma questão ética, já que todos os seres humanos, independentemente da sua idade, ou de qualquer outra condição, têm a mesma dignidade de pessoa humana. É também uma questão científica, visto que há décadas a Ciência afirma que a vida humana começa no momento da concepção, com a primeira célula, o zigoto. É, ainda, uma questão jurídica, uma vez que todo ser humano tem, como o primeiro dos direitos, o direito natural à vida, da concepção até a morte natural. Finalmente, é uma questão também religiosa porque cada um de nós tem, acima de tudo, a dignidade sobrenatural de filho ou filha de Deus.