Para adquirir nossos folhetos e demais materiais para palestras







Movimento em Defesa da Vida da Arquidiocese do Rio de Janeiro
Notícias

Presidente nomeia nova Ministra para a Secretaria de Políticas para Mulheres

Em 06/02/2012, a Presidente Dilma Rousseff nomeou a socióloga Eleonora Menicucci de Oliveira para assumir a Secretaria de Políticas para Mulheres. A nova ministra é doutora em ciência política pela Universidade de São Paulo, foi companheira de cela da presidente durante a ditadura militar, e há anos defende a descriminalização do aborto. Na posse, a nova ministra revelou que não defenderá suas opiniões pessoais em relação à legalização do aborto e sim a posição do governo, que não parece empenhado em mudar a legislação vigente, dadas as controvérsias relacionadas ao assunto nas eleições de 2010. Oxalá a nova ministra mantenha a palavra quando tiver que representar o Brasil diante da Organização das Nações Unidas, que está de olho nos projetos relacionados à legalização do aborto em debate no Congresso Nacional, particularmente no Estatuto do Nascituro, atualmente em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça, que proíbe totalmente o abortamento provocado em nosso país, inclusive nos casos em que essa prática não é punida pelo Código Penal.



        
voltar à página Notícias

Ser contra o abortamento provocado de bebês no ventre materno é uma questão ética, já que todos os seres humanos, independentemente da sua idade, ou de qualquer outra condição, têm a mesma dignidade de pessoa humana. É também uma questão científica, visto que há décadas a Ciência afirma que a vida humana começa no momento da concepção, com a primeira célula, o zigoto. É, ainda, uma questão jurídica, uma vez que todo ser humano tem, como o primeiro dos direitos, o direito natural à vida, da concepção até a morte natural. Finalmente, é uma questão também religiosa porque cada um de nós tem, acima de tudo, a dignidade sobrenatural de filho ou filha de Deus.