Para adquirir nossos folhetos e demais materiais para palestras







Movimento em Defesa da Vida da Arquidiocese do Rio de Janeiro
Documentos - Células-tronco


Células-tronco adultas têm mesma habilidade que embrionárias
Hospital Infantil de Pittsburgh


Num estudo surpreendente, cientistas do Hospital Infantil de Pittsburgh (estado da Pensilvânia, Estados Unidos) descobriram que CT adultas ou pós-natal têm a mesma habilidade de multiplicarem-se que as CT embrionárias, uma característica previamente desconhecida, indicando que as CT pós-natais podem ter um papel terapêutico importante.

"Cientistas tipicamente achavam que CT adultas ou pós-natais morrem bem antes que as embrionárias, mas este estudo demonstra que esse não é o caso", disse Dr. Johnny Huard, PhD, diretor do Laboratório de Crescimento e Desenvolvimento do Hospital Infantil de Pittsburgh, autor senior do estudo. "O mundo inteiro está acompanhando os avanços das pesquisas com CT, e todos estão interessados no potencial das CT de tratar desde diabetes à doença de Parkinson. Mas há também muitas questões éticas acerca do uso de CT embrionárias, questões que não há com as CT pós-natais ou adultas. Minha opinião é que esse estudo deverá apagar dúvidas sobre o potencial efetivo das CT pós-natais".

Pesquisadores do Hospital Infantil de Pittsburgh e também da Universidade de Pittsburgh foram capazes de expandir CT pós-natais a um nível comparavel ao das CT embrionárias. Pesquisas prévias demonstraram que as CT embrionárias podem chegar a mais de 200 populações antes de morrerem.

O Dr. Deasy, pesquisador assistente do Departmento de Ortopedia e Cirurgia da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, descobriu que uma única população de CT derivada de músculo foi capaz de chegar a mais de 200 populações, enquanto mantinham sua habilidade de regenerar músculo num modelo animal.

As descobertas estão publicadas em artigo de 1o/07/2005, da American Society for Cell Biology. O artigo está sendo considerado o artigo de biologia celular molecular mais importante do ano.

Podem haver também vantagens importantes com as CT pós-natais em relação à auto-imunidade, de acordo com Dr. Huard.

"O uso das CT embrionárias poderia ser complicado pela rejeição. Com as CT pós-natais tiradas do recipiente e reintroduzidas de maneira autóloga , a rejeição não seria um problema."

Dr. Huard é um dos principais biologistas celulares do mundo, que pesquisa o potencial terapêutico das CT. Ele está atualmente trabalhando com CT que descobriu enquanto buscava por uma cura para Distrofia Muscular de Duchene (DMD), uma doença genética que afeta um em cada 3.500 meninos, e os pacientes geralmente morrem na idade adulta precoce pelo dano cardíaco.

Além de pesquisar a cura para DMD, Dr. Huard está também pesquisando o uso de CT para reparar danos musculares devido a traumas decorrentes da prática desportiva, além de tratar danos cardíacos, articulares e ósseos. Seu trabalho com estas CT têm o potencial de reparar desde o músculo cardíaco danificado por um infarto ou doença à prevenção de rejeição durante transplante de órgãos e tecidos.

Fonte: www.chp.edu, 23/06/2005



voltar à página Documentos - Células-tronco

Ser contra o abortamento provocado de bebês no ventre materno é uma questão ética, já que todos os seres humanos, independentemente da sua idade, ou de qualquer outra condição, têm a mesma dignidade de pessoa humana. É também uma questão científica, visto que há décadas a Ciência afirma que a vida humana começa no momento da concepção, com a primeira célula, o zigoto. É, ainda, uma questão jurídica, uma vez que todo ser humano tem, como o primeiro dos direitos, o direito natural à vida, da concepção até a morte natural. Finalmente, é uma questão também religiosa porque cada um de nós tem, acima de tudo, a dignidade sobrenatural de filho ou filha de Deus.